Oferta!

Auditoria Contábil: Teoria e Prática

R$590.00 R$490.00

Este curso visa demonstrar que a Auditoria como levantamento, estudo e avaliação sistemática das transações, procedimentos, operações, rotinas e das demonstrações financeiras de uma entidade, de forma prática e de fácil compreensão para sua aplicação no dia a dia dos contadores, auditores, controllers e demais interessados.

Destacar a parte prática da Auditoria, incluindo diversas rotinas reais analisadas e interpretadas, acompanhadas dos respectivos “pareceres” e de observações esclarecedoras.

Programa

Conteúdo abordado:

– O processo de planejamento tributário;

– Planejamento tributário no regime de tributação pelo lucro real;

– Planejamento tributário no regime de tributação pelo lucro presumido;

– Planejamento tributário no regime de tributação pelo simples nacional;

Panorama:

Com a expansão dos negócios e a necessidade de se adaptar e usar as constantes mudanças da legislação a seu favor, muitas empresas estão reforçando suas áreas tributárias, tornando-as menos operacionais e mais estratégicas. Os departamentos estão inclusive ganhando autonomia e deixando o guarda-chuva do jurídico e da Contabilidade.

O novo perfil profissional exigido, no entanto, precisa agregar conhecimentos das duas disciplinas para atender às atuais necessidades das organizações. Praticamente todas as grandes empresas estão com posições abertas na área tributária e algumas chegam a demorar meses para conseguir preenchê-las. A demanda em relação a essas contratações deve aumentar cerca de 30%.

A carga de impostos gira em torno de 40% do faturamento de uma empresa, um valor bastante expressivo. É fundamental, portanto, estudar meios para reduzir esse montante de forma legal. Além dos responsáveis pelo planejamento, a área tributária é formada por especialistas em contencioso, que são encarregados de discutir com o Fisco e com o judiciário a forma e a necessidade de determinados impostos, além dos que cuidam da parte operacional, que envolve apuração, pagamento e recolhimento dos tributos.

Um dos maiores desafios para os profissionais da área tributária é lidar com o uso crescente da tecnologia, que aumenta tanto a agilidade na geração de informações quanto o controle e o rigor da fiscalização. Isso exige um enfoque cada vez maior no trabalho de consultoria preventiva. Estudar tributos pode parecer penoso no início, mas vale a pena.

Um engano que administradores de empresas de todo porte cometem é tratar o recolhimento de impostos como um assunto para o contador ou para o advogado da empresa resolver na data de vencimento. Com a eficiência cada vez maior da fiscalização e o aumento da concorrência, o recolhimento de tributos não pode mais ser visto como mero cumprimento de obrigações. O tema exige dedicação e tempo para analisar e tirar o melhor proveito do que a legislação tributária oferece. Sim, porque é possível estar dentro da lei e optar por uma forma menos onerosa de pagar o IR, por exemplo.

É possível fazer do recolhimento de tributos uma ferramenta de administração no planejamento de longo prazo, chegando a um saldo menor de tributos a pagar ao final do mês. E uma despesa menor com impostos significa margem de lucro maior e mais competitividade.

Justificativa:

O planejamento tributário estruturado de forma eficiente é reconhecido por muitas empresas como uma das formas de eficácia inquestionável para a melhoria de resultados financeiros e expansão do negócio.

No entanto para que o planejamento tributário tenha de fato a eficácia esperada, inúmeras variáveis devem ser consideradas e, compreendidos os meandros legais.

A efetivação de um planejamento tributário é o que permite a racionalização da carga tributária a ser suportada. No entanto, a implantação do planejamento tributário esbarra na falta de informação da classe empresarial a respeito de como a adoção de tal conduta poderia beneficiar seu empreendimento, no sentido de otimizar a aplicação dos recursos disponíveis. Ressalte-se que o planejamento, de um modo geral, é imprescindível para o alcance e a manutenção de bons resultados.

Visando realizar o referido planejamento, deve-se verificar a estrutura da empresa e o tipo de tributação que mais poderá vir a favorecê-la: se pelo Lucro Real, Simples ou Presumido. O planejamento tributário de uma empresa deve decorrer de uma análise criteriosa por parte do contador — análise das diversas opções de modalidades dos tributos federais, estaduais e municipais a serem escolhidos, de acordo com o porte da empresa, o volume de seus negócios e sua situação econômica. Somente por meio de um estudo apurado poder-se-á optar pela melhor forma de pagamento dos tributos, considerando-se como “melhor forma” para a empresa a normalidade do recolhimento dos tributos que represente menor dispêndio.

Realizada essa análise, opta-se pela melhor alternativa, que poderá ser o Simples Nacional, o Lucro Presumido ou o Lucro Real. Não se pode, sem que se faça essa análise, definir qual das três modalidades é a melhor. Pode ser que uma microempresa encontre maior vantagem optando pelo Lucro Presumido em vez do Simples Nacional, ou até mesmo pelo Lucro Real.

Somente com a adequada apuração é que se pode eleger a modalidade tributária mais apropriada para a empresa. Vê-se que isso não é tão fácil. Há necessidade de todo um planejamento, o que envolve conhecimento e competência nas áreas contábil e fiscal.

Conhecida a empresa e a opção exercida para recolhimento dos tributos, dar-se-á continuidade ao planejamento nas atividades fiscais, que necessariamente deverá estar sempre sendo revisado, haja vista a dinâmica e a velocidade com que as mudanças se processam nesse setor.

Mensalmente, a área técnica (Contabilidade) deverá calcular e contabilizar os tributos incidentes sobre o desempenho operacional da empresa. Esses tributos — que normalmente são recolhidos à rede bancária nos primeiros dias do mês subsequente — devem ser provisionados, pelo princípio da competência, uma vez que somente serão recolhidos no mês seguinte. Os tributos já são reconhecidos como despesas, portanto, sensibilizam o patrimônio líquido da empresa, embora, financeiramente, só produzam resultados quando do efetivo recolhimento no mês subsequente.

Objetivos

Auditoria Contábil: Teoria e Prática

Objetivos gerais:

Demonstrar que a Auditoria como levantamento, estudo e avaliação sistemática das transações, procedimentos, operações, rotinas e das demonstrações financeiras de uma entidade, de forma prática e de fácil compreensão para sua aplicação no dia a dia dos contadores, auditores, controllers e demais interessados.

Destacar a parte prática da Auditoria, incluindo diversas rotinas reais analisadas e interpretadas, acompanhadas dos respectivos “pareceres” e de observações esclarecedoras.

A Auditoria é uma técnica que objetiva obter elementos de convicção que permitem julgar se os registros foram efetuados de acordo com os princípios fundamentais de contabilidade e se as demonstrações contábeis deles decorrentes refletem adequadamente a situação econômico-financeira do patrimônio, os resultados do período administrativo examinado e as demais situações nelas demonstradas.

Público alvo

Público-alvo:

Profissionais das áreas Contábil, Fiscal, Tributária, Advogados, consultores sobre o assunto tributário.

O curso é voltado para profissionais com graduação superior que atuam ou desejam atuar na área fiscal e tributária de organizações empresariais, para uma atuação eficaz na gestão fiscal e no planejamento tributário.

Também, que queiram aprofundar e atualizar seus conhecimentos sobre o planejamento tributário, seja no papel de consultores/assessores empresariais, no exercício de outras funções específicas da área tributária, como administradores e seus assessores, contadores.

Carga horária

– Carga horária: 30 horas/aula 

A carga horária total do curso é compreendida entre:

– Vídeo-aulas gravadas;

– Livro didático;

– Materiais complementares;

– Plantão tira dúvidas.

Prazos de acesso

Após a confirmação do pagamento, o aluno terá um prazo de acesso ao curso por 30 dias, podendo neste tempo:

– Acessar as vídeo-aulas quantas vezes achar necessário;
– Efetuar o download do livro didático e materiais complementares;
– Tirar dúvidas;
– Emitir certificado.

Acesso ao curso: Liberação via e-mail após a confirmação do pagamento.

Palestrante

PROF. SILVIO CREPALDI

Doutorando em Direito com especialidade em Ciências Jurídicas pela Universidade Autónoma de Lisboa – Portugal; mestre em Administração pela Universidade Federal de Lavras – UFLA; graduado em Direito pela Universidade Jose do Rosário Vellano (Unifenas – Alfenas-MG) e em Ciências Contábeis e Administração pela Faculdade de Administração e Ciências Contábeis de Varginha (Faceca – Varginha-MG).

Docente de cursos de graduação e de pós-graduação de diversas Universidades e Faculdades do Brasil; docente do DALMASS/GAP, do IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação; da Cenofisco – Centro de Capacitação Profissional, do ESP – Instituto de Especialização do Amazonas, do ESB – Instituto de Ensino Superior Brasileiro, da Unilasalle – Faculdade La Salle – Lucas do Rio Verde-MT, da Super Treinamentos – Campo Grande MS; instrutor da Catho e-Learning, nos cursos de Auditoria Contábil e Contabilidade Financeira e Gerencial).

Avaliador de cursos de graduação de Administração, Ciências Contábeis e Direito, e Avaliador de instituições de ensino superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP – MEC).

Atua como Perito do Juiz do Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais e da Justiça Federal – Subseção Judiciária de Uberlândia-MG; e representante docente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário; e parecerista ad hoc e avaliador da Revista CEJ, do Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal; e parecerista e avaliador de artigos da Revista de Direito GV Law Review, parecerista do Guia do Estudante – Editora Abril, e membro do Conselho Editorial das revistas da FABES, da Revista Ciências Sociais em Perspectiva, da Revista Agronegócios Online; da Revista Direitos Humanos e Democracia do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu – Mestrado em Direitos Humanos da UNIJUI, da Revista Rumos do UNICERP, da Revista Contabilidade Vista e Revista da FACE/UFMG, da Revista Amplitude da Faculdade Ajes – Juina-MT; e sócio-proprietário da Crepaldi Advogados Associados – Corporate and Tax Lawyers – Uberlândia-MG. É integrante do Banco de Palestrantes cadastrados do Conselho Federal de Contabilidade – CFC e, do Conselho Regional de Contabilidade do Piaui – CRC PI. É avaliador ad hoc de artigos para o Congresso Brasileiro de Contabilidade.

Autor da Editora Atlas de: Contabilidade Rural – uma abordagem decisorial; Curso Básico de Contabilidade; Curso Básico de Contabilidade de Custos; Contabilidade Gerencial – teoria e prática; Auditoria Contábil: teoria e prática.

Autor da Editora Saraiva de: Planejamento Tributário: teoria e prática, Orçamento Público: planejamento elaboração e controle, Contabilidade Fiscal e Tributária: teoria e prática e Auditoria Fiscal e Tributária; Manual de Perícia Contábil.

Autor da Editora Forense de: Direito Tributário e Direito Financeiro.

Autor da Editora Juruá de: Direito Empresarial.

Informações gerais

– Como faço para adquirir o curso?

Parcelamento em até 6x sem juros nos cartões de crédito via PagSeguro (aceita as principais bandeiras), ou boleto à vista via Asaas;

– Quando posso iniciar meu curso?

Após a confirmação de pagamento os dados de acesso a plataforma EAD são encaminhados diretamente ao aluno no e-mail fornecido.

– Quanto tempo tenho para concluir o curso?

O prazo de acesso está disponibilizado no campo “Metodologia” na aba descritiva de cada curso, variando de acordo com sua carga horária e é contabilizado após o envio dos dados via e-mail ao aluno.

– Não tenho tempo para assistir, posso prorrogar o acesso?

Sim. O prazo sem custo adicional de prorrogação em caráter de cortesia é de 15 dias após o vencimento do acesso, através de solicitação ao nosso setor de suporte via e-mail suporte@portaldeauditoria.com.br.

Para prorrogação excedente aos 15 dias cortesia, considerar custo adicional de 15% do valor do produto adquirido, mediante pagamento de boleto bancário à vista.

– Gostaria de um certificado físico, é possível?

Sim. Fornecemos certificados físicos entregues no endereço disponibilizado após a conclusão do curso e solicitação ao suporte.

A taxa de emissão e postagem é de R$49,50 e pode ser paga juntamente com o valor do curso ou posteriormente via boleto bancário à vista.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Auditoria Contábil: Teoria e Prática”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar…